As crises de enxaqueca diárias levaram o empresário RLV a perder compromissos profissionais e oportunidades de negócios.

As crises de enxaqueca diárias levaram o empresário RLV a perder compromissos profissionais e oportunidades de negócios.

A sensação de estar exultante com a melhora da dor contagia hoje a vida de RLV, empresário de 41 anos que reside em Cruzeiro, São Paulo. O Sr. R apresentava enxaqueca e dor de cabeça periódica e eventual desde os 10 anos, mas há 3 anos viu sua dor tornar-se quase diária, manifestando-se em média seis dias em cada semana. Localizada na região da fronte, na lateral da cabeça e em volta do olho, podendo ser de um só lado ou dos dois simultaneamente, a dor geralmente latejava e, ao mesmo tempo, pressionava a nuca, iniciando-se de forma leve e progredindo até ficar intensa e muito incapacitante. Havia náusea, vômitos e uma sensibilidade aumentada a qualquer estímulo externo, como barulho, odores fortes e claridade.
A sua atividade profissional estava muito prejudicada e os compromissos de trabalho e negócios eram frequentemente afetados ou até cancelados, tantas eram as limitações impostas pelas crises de dor de cabeça. Em função disso, o Sr R já utilizava há dois anos injeções diárias de Voltaren® e remédios pela boca para poder cumprir pelo menos com seus pagamentos. Seus músculos dos braços e nádegas já tinham caroços e dolorimento intenso devido às injeções diárias. No entanto, ele as preferia assim para não ter as terríveis e incapacitantes crises de enxaqueca.

Após cinco semanas, a retirada de todo e qualquer analgésico e o tratamento adequado foram suficientes para resgatá-lo desse quadro de dor de cabeça diária e sofrimento inigualável. Felicidade, otimismo e vontade de recuperar o tempo perdido foram os sentimentos mais marcantes observados na primeira consulta de retorno.